Como ter uma cozinha outdoor pronta para os convívios de verão

O bom tempo finalmente chegou e o calor já estende o convite às tardes passadas na varanda ou no terraço. Enquanto muitos aproveitam para sair e passear à beira mar nos dias mais solengos, outros antecipam os preparativos e começam, por esta altura, a aprontar os seus jardins e terraços para os convívios de verão.

Neste artigo, vamos falar-lhe de um elemento fundamental, capaz de reunir família e amigos e de proporcionar bons momentos de convívio e diversão: uma cozinha outdoor.

As cozinhas, de um modo geral, já superaram a sua simples função utilitária. Elas são, hoje em dia, vistas como um local de diversão, de exploração e de bons momentos de convívio. Assim acontece, também, com uma cozinha outdoor.

Porquê apostar numa cozinha outdoor?

As razões são várias, mas vamos dar-lhe apenas 6 motivos que nos levam a crer que uma cozinha outdoor vai não só valorizar o seu imóvel, mas também proporcionar-lhe bons momentos este verão.

1. Reduz o consumo de energia

Uma cozinha outdoor vai fazer com que o consumo energético seja mais baixo, assim como a sua fatura de gás e eletricidade.

Já pensou que cozinhar dentro de casa vai fazer com que o espaço fique mais quente durante o verão? Isto a que, inevitavelmente, tenha de ligar o ar condicionado e gastar eletricidade com a climatização do espaço.

Para além disso, um churrasco no jardim requer apenas um pouco de carvão, que produz calor suficiente para a preparação de vários alimentos.

2. Mantém os cheiros no exterior

Outra grande vantagem de ter uma cozinha outdoor é que todos os cheiros menos agradáveis ficam lá fora. Isto é particularmente importante no verão, estação durante a qual todos os cheiros parecem intensificarem-se.

Cozinhar lá fora tem a grande vantagem de fazer com que o cheiro do churrasco ou das frituras se misture com os aromas naturais do jardim, dando origem a um aroma até agradável e convidativo.

Ler mais: As melhores plantas para purificar o ar da sua casa

3. É um excelente lugar para convívio

Um jardim ou um terraço é um lugar naturalmente convidativo e agradável para entreter os seus familiares e amigos. Grande parte das pessoas prefere este tipo de convívio nas estações mais quentes.

4. Proporciona mais espaço aos convidados

Por muito agradável que seja reunir toda a gente numa cozinha, por vezes, o espaço pequeno faz com que os convidados se sintam algo claustrofóbicos e com que os atropelamentos sejam inevitáveis.

Ter uma cozinha outdoor irá dar-lhe o espaço de que precisa para garantir que todas as pessoas estão à vontade, convivem e circulam confortavelmente.

5. Não exige tantos esforços de limpeza

A parte menos agradável de qualquer jantar é, naturalmente, ter de limpar tudo no fim do serão. É por isso que, ter uma cozinha outdoor, é igualmente benéfico porque minimiza a necessidade de limpeza do espaço. Não existem grandes superfícies para limpar, o chão tem relva em vez da cerâmica branca, etc. Melhor é impossível, não concorda?

Quer ter uma cozinha outdoor? Então são estes os principais aspetos a considerar

Seja realista em relação ao uso que vai dar à sua cozinha outdoor

Deve saber, de antemão, que os custos de montar uma cozinha outdoor normalmente não são baixos. Claro está que tudo vai depender dos equipamentos que escolher, da própria infraestrutura existente, etc. Não obstante, seja realista no que toca ao uso que vai dar à sua cozinha.

Se a quiser usar apenas para um churrasco ocasional entre amigos então, provavelmente, um grelhador portátil e uma estação de preparação móvel serão suficientes. Se, por outro lado, cozinhar no exterior for a norma e não a exceção, poderá querer preparar o espaço para uma cozinha mais funcional e completa.

A zona do país onde vive e o tempo durante grande parte do ano

Provavelmente não considerou esta questão, mas saiba que o local onde vive pode ter um peso muito grande no uso que faz da sua cozinha outdoor. Viver no Algarve não é exatamente igual a viver no Porto e isso condiciona, naturalmente, o tempo que passamos no exterior da nossa casa.

A cozinha outdoor deve resistir às condições climatéricas

No caso de considerar comprar mais do que um elemento para a sua cozinha outdoor como, por exemplo, um frigorífico ou um forno para pizzas, lembre-se de que é importante garantir que todos os equipamentos ficam bem resguardados das condições climatéricas adversas. Chuvas e ventos fortes, assim como calor extremo podem deteriorar a sua cozinha. Prepare-a para resistir às 4 estações.

Funcionalidade acima de tudo

Quando projetar a sua cozinha outdoor, prepare-a para que ela seja, acima de tudo, um espaço funcional. Vai querer garantir, por exemplo, um rápido e fácil acesso à cozinha interior, que o chef não fica excluído do círculo social, que tem os principais recursos à mão, entre outras coisas.

Imagine-se em plena ação e tente visualizar a real utilização do espaço. Isto vai ajudá-lo a preparar uma cozinha outdoor mais funcional e prazerosa.

Não desvalorize o espaço de arrumação

Mesmo sendo uma cozinha outdoor, vai sempre precisar de algum espaço de arrumação básico. Por isso, acautele esta questão e prepare um pequeno local onde possa colocar os preparados e guardar alguns condimentos.

Estude as áreas de proteção

Será ainda boa ideia montar a sua cozinha outdoor em espaços mais protegidos. Escolha uma zona perto de árvores ou em locais que permitam a fácil montagem de um toldo, se for necessário. Garanta que se começar a chover, os seus planos não vão estar comprometidos.

Não se esqueças dos extras

Qualquer convívio fica mais animado ao som de boa música, iluminação ambiente (se for à noite) e alguma decoração. Por isso, poderá ainda querer pensar numa solução que lhe permita montar um bom sistema de som, algumas luzes e espalhar uma ou outra peça decorativa pelo jardim.

Ler mais: As melhores aplicações para renovar casas

Resumo do artigo

Comprar, arrendar ou estimar o valor de um imóvel com a iad.

Com um profundo conhecimento do mercado imobiliário, os nossos consultores independentes estarão ao seu lado ao longo de todas as etapas do seu projeto.

Blog iad